Make your own free website on Tripod.com
a arte de fumar


Primeira página

Iniciantes

Tópicos avançados

Fumante: estilo de vida

Saúde

Tópicos adultos
      
O que é smoking fetish
       Receptividade do(a) outro(a)
       Sexo com fumaça

Contato
Receptividade do(a) seu(sua) parceiro(a)


      O maior dilema para quem tem algum fetiche ou fantasia incomum é abrir esse segredo para alguém, mesmo que seja para uma pessoa com quem se tenha um relacionamento. O fetiche por fumantes não é diferente: muita gente não sabe como entrar no assunto, como dizer, e tem medo de assustar a outra pessoa.

    A verdade é que, se você tem ou quer ter um relacionamento intenso e sincero com uma pessoa, você não deve esconder nada dessa pessoa, principalmente se é algo que você com certeza gosta e acabaria procurando em outra pessoa. Isso vale para qualquer assunto, e especialmente no sexo. Se a pessoa gosta realmente de você, vai adorar saber e fazer algo que com certeza vai te agradar -- principalmente se for algo que não vá afetar a relação futuramente, o que costuma acontecer, por exemplo, em fantasias que envolvem a participação de uma terceira pessoa na relação. Quando é algo que possa ser feito entre duas pessoas, tudo fica mais fácil.

    O fetiche por fumantes, contudo, tem suas peculiaridades que podem torná-lo mais difícil de ser realizado. Embora seja um fetiche simples, limpo e discreto -- existem coisas muito piores por aí, basta pesquisar na internet --, é algo ainda exótico para muitas pessoas. Além disso, há pessoas não fumam e têm forte aversão ao hábito.

    Saber a receptividade da outra pessoa a um fetiche seu é fundamental para uma boa relação, em que as duas partes saiam beneficiadas e tenham prazer. Não é muito difícil, na verdade. Por isso, aqui estão algumas dicas para você saber se as suas fantasias poderão ser realizadas se você tem um fetiche por fumantes.


Tenha consciência do grau de seu fetiche

    Como já foi dito, o fetiche por fumantes existe em diversas formas e intensidades. Você pode tanto ter uma atraçãozinha por pessoas que fumam, quanto isso pode ser um quesito principal para que você se interesse por alguém. Do mesmo jeito, você pode simplesmente gostar de ver a pessoa fumar, ou você pode realmente querer que essa pessoa fume com você durante o sexo.

    Reconhecer para si mesmo a intensidade do fetiche será um filtro natural para que você se relacione com uma pessoa que tem as características que você procura, e se sinta satisfeito com ela. Isso é muito natural. Se você prefere as morenas, você se sentiria realizado com uma namorada loira? Se você gosta de homens com cabelo curto, o que aconteceria se um cara cabeludo tentasse se aproximar de você em uma festa? Dependendo da intensidade de sua preferência, o fato de a outra pessoa não satisfazê-la pode ser secundário, diante de outras coisas que lhe agradem mais. Por outro lado, uma preferência pode ser determinante -- e, no caso de um fetiche mais forte, você só se deixará atrair por uma pessoa que tem a característica que você tanto quer.

    Se para você é fundamental que a outra pessoa seja fumante, você provavelmente já selecionará melhor seus relacionamentos, e poderá então ter ao seu lado uma pessoa que fuma. Mas é claro que pode acontecer de você gostar de uma pessoa que não fuma. Ou, ainda, de você já estar com uma pessoa que não fuma, e talvez nem saiba que você fuma. Se isso realmente é importante para você, é natural que você queira que essa pessoa fume. Mas se você não quer que ela fume, mas acaba procurando isso em outras pessoas, pode ser hora de repensar o relacionamento. Não adianta estar com alguém sem estar plenamente satisfeito com essa pessoa.



Se você fuma, deixe isso claro

    Você pode ser o (muito comum) tipo que admira pessoas que fumam, mas você mesmo não fuma. Acontece. Mas, se você fuma, não esconda isso da pessoa com quem você deveria ter a maior intimidade. Se você já está com alguém que não fuma, diga a essa pessoa que você teve vontade, começou a fumar e gosta disso. Talvez ela até se interesse em fumar também. Ou poderá recriminar você a princípio. Mas é a velha história: se ela gosta de você de verdade, rapidinho ela vai aceitar. Agora, se ela for do tipo radical, repense a relação. Você vai querer ficar com alguém que não deixa você fazer o que gosta?

    Por outro lado, se você conhecer uma pessoa interessante em alguma ocasião, já deixe claro desde o princípio que você fuma. Isso pode ser feito muito casualmente: basta você, em algum momento da conversa, perguntar algo como "você se incomoda se eu fumar?". Ou simplesmente acenda um cigarro. Se a pessoa não tiver objeção, já é um passo -- e se ela pedir um cigarro também, são dois passos! Pode ser até que isso faça com que o assunto "cigarro" venha à tona, e que a outra pessoa acabe falando informações importantes sobre isso. Agora, se ela não aceitar, você certamente já começará a pensar melhor se essa pessoa serve para você.


Abra o jogo

    Não se acanhe em dizer, de alguma forma, que você gosta de pessoas que fumam. Invariavelmente, se você e/ou a pessoa fuma(m), uma hora a conversa acabará sendo sobre cigarro. É a deixa para você dizer que acha charmoso alguém que fuma, ou que sente uma atração maior por fumantes. Se a pessoa fuma, haverá duas reações possíveis: ou ela vai concordar e dizer que também gosta de quem fuma (acontece!), ou ela vai dizer "sééério???", e vai acabar até contente por isso. Se ela não fuma, provavelmente achará um pouco mais estranho, mas se ela já aceitou o fato de você fumar ela deverá até concordar.

    Em qualquer caso, a pessoa deverá perguntar o porquê dessa atração. Apenas diga que acha bonito, que dá um ar de independência, de autoridade. Isso possivelmente vai fazer a pessoa dizer algo como "engraçado, eu nunca tinha visto cigarro desse jeito!". E, possivelmente, vai achar interessante. Você pode até argumentar com as clássicas cenas de pessoas fumando no cinema. É batata: a pessoa vai acabar concordando com você, e possivelmente até achando interessante. Como dito, é um fetiche discreto, simples, limpo, e com uma beleza intrínseca que pode ser facilmente explicada e compreendida.


E se a pessoa não fuma?

    Claro que tudo fica mais fácil se a outra pessoa fuma. Mas mesmo se ela não fuma você terá chances -- se tiver aberto o jogo, claro, e principalmente se ela já aceitar naturalmente o fato de você fumar, se for o caso. Não espere que a pessoa queira aprender a fumar rapidamente. Mas, de vez em quando, faça ela lembrar da sua preferência. Solte de vez em quando que você gosta de fumantes e que gostaria de vê-la fumando. Diga que ela ficaria um charme. É uma questão de um pouco de insistência -- uma hora a pessoa vai acabar se convencendo que assim ela poderia ter um certo controle sobre você, atrair sua atenção, agradar você. Se você fuma, isso também facilita as coisas -- a essa altura, ela já não se incomoda com a fumaça e por você fumar. Além disso, uma pessoa normal vai ficar curiosa sobre algo que para você é tão agradável. Então, ela poderá demonstrar interesse por aprender a fumar.


Ensinando a fumar

    Se a pessoa demonstra interesse, porta aberta para a sua realização! Obviamente, não tente forçar, se a pessoa demonstrar que realmente não quer aprender a fumar. Também não vá achando que depois de aprender a pessoa se tornará fumante rapidamente: ela poderá primeiro tentar uns traguinhos do seu cigarro, depois passará a se oferecer para acender para você, depois poderá querer um cigarro ou dois quando vocês saírem juntos, e assim por diante.

    Iniciantes, em geral, se dão bem melhor com cigarros aromatizados, como os mentolados e os de cravo. Um dia, quando for encontrar a pessoa, compre um desses, de preferência que seja suave. Talvez ela até questione a sua mudança de marca, mas mesmo se não questionar, comente que este é mais gostoso, parece chiclete ou bala, e que ela poderia gostar se experimentasse. Se ela quiser tentar, lembre-se das lições iniciais do site: puxar a fumaça só para a boca (e só um pouquinho), depois tentar inspirar, etc. É uma questão de paciência, delicadeza e didática!

    Engasgos são naturais no aprendizado (você deve lembrar!). Com o argumento de que isso acontece porque a pessoa não está acostumada com a fumaça, essa é uma excelente oportunidade para uma das coisas mais eróticas relacionadas ao fetiche: o beijo com fumaça. Melhor fazer isso num lugar onde não haja alguém por perto. Instrua a pessoa para respirar fundo durante o beijo. Dê uma tragada razoável, encoste os lábios suavemente nos de seu(sua) parceiro(a) e sopre a fumaça suavemente, à medida em que ele(ela) respira. Dessa forma, a fumaça sairá muito mais suave. Pode ser ainda melhor se você estiver chupando um drops de menta (Tic Tac, Halls, Pastilha Garoto, etc), principalmente se estiver fumando um cigarro comum. Repita isso mais uma ou duas vezes, observando a reação da pessoa -- ela provavelmente vai adorar, mas certamente vai achar melhor repetir a dose só mais tarde um pouco. Depois disso, em um dos cigarros seguintes, ofereça um traguinho.... que provavelmente será bem aceito.

    Lembre-se que a pessoa não se tornará fumante de uma hora para a outra, e poderá ser até melhor que ela prefira só fumar quando estiver com você. Se você já comprou um cigarro diferente para ensinar ela a fumar, sempre leve-o no carro ou na bolsa quando vocês saírem. E, é óbvio, demonstre que você realmente gostou de vê-la fumando -- elogios têm um grande poder. Fique olhando com atenção, observe, faça comentários positivos sobre o jeito de tragar ou soprar. Mostre atenção -- afinal, seu(sua) parceiro(a) está fazendo isso principalmente porque quer te agradar, e precisa ver que isso realmente o(a) torna mais interessante e atraente para você.


Associe prazeres

    O ser humano adora prazeres. Se você fuma, não foi porque alguém obrigou você a fumar, e nem porque você foi inconscientemente e instantaneamente viciado logo que acendeu o primeiro cigarro: foi porque você quis experimentar e gostou. Se você tem um fetiche associado ao ato de fumar, e quer que o(a) seu (sua) companheiro(a) se interesse e entre nessa, você precisa demonstrar que é algo que lhe dá prazer e poderá dar prazer a ele(ela) também.

    No caso de um fetiche, isso é ainda mais eficiente se você deixar clara, mesmo que implicitamente, uma relação entre o ato de fumar e o sexo. O primeiro passo é fumar de um jeito claramente provocativo -- para isso podem ajudar muito as lições da seção Tópicos Avançados deste site. Nas situações mais íntimas, quando vocês estiverem namorando a sós, demonstre uma atração especial quando a pessoa estiver fumando: beije-a de forma mais quente, olhe-a e toque-a com mais desejo. Da mesma forma, aproveite um momento em que você estiver fumando para fazer alguma "brincadeira": um beijo com fumaça, uma "mão boba" bem casual, uns olhares mais maliciosos -- enfim, faça transparecer, discretamente, que você fica mais "quente" quando está fumando ou vendo sua cara-metade fumar.

    Ainda que implícita, essa relação entre os prazeres acabará mostrando à pessoa, mesmo subconscientemente, que fumar e sexo podem ser coisas complementares e relacionadas. Que você se sente e age melhor com isso, e que ela também pode tirar proveito da combinação. Essa é a última etapa necessária para implementar o fetiche na pessoa que está com você -- e os sinais de que o objetivo foi alcançado são, por exemplo, a pessoa também se mostrar mais "quente" quando fuma ou quando você está fumando, ou querer acender um cigarro nos momentos em que o namorinho ou a conversa começa a ficar mais picante. Quando isso acontecer, você estará pronto(a) para pôr em prática o que está descrito na próxima página desta seção.