Make your own free website on Tripod.com
a arte de fumar


Primeira página

Iniciantes

Tópicos avançados
      
Marcas diferentes
       Formas de acender
       Formas de tragar
       Formas de soprar
       Como bater as cinzas
       Truques e técnicas
       Charutos
       Narguilé
       Acessórios

Fumante: estilo de vida

Saúde

Tópicos adultos

Contato
Experimentando marcas diferentes


    Assim como existem inúmeras qualidades e sabores de vinhos, uísques e queijos, é também grande a gama de diferentes cigarros que um fumante pode experimentar -- e, embora tenhamos sempre uma marca de preferência para o dia-a-dia, experimentar cigarros diferentes é um dos prazeres que diferenciam os "verdadeiros fumantes" das "pessoas que fumam".

    Para quem gosta ou pretende começar a experimentar cigarros diferentes, algumas dicas podem ser úteis. Uma coisa positiva de cigarros, principalmente nacionais, é o preço baixo. Porém, se você comprar um cigarro diferente e não gostar muito, poderá até se ver na chata situação de ter que jogar um maço quase novo fora. Por isso, é melhor, se possível, "filar" de alguém um cigarro que você quer experimentar. Mas como várias marcas são pouco comuns, o ideal é você sair com outra pessoa que também goste de apreciar cigarros diferentes, e comprar em parceria dois ou três maços diferentes, além dos seus "cigarros principais". Além de ser uma excelente oportunidade para passar a noite fumando, vocês podem dividir os cigarros restantes, e se você não gostar tanto de algum, pode ser que a outra pessoa tenha gostado.

    O Brasil tem uma boa variedade de marcas, muitas delas internacionais (como o Marlboro e o Camel), e os cigarros brasileiros são considerados de boa qualidade. Mas os cigarros estrangeiros, especialmente os americanos, têm maior diversidade de fumos, sabores e tamanhos. Esta seção lista algumas das marcas brasileiras mais conhecidas, bem como alguns cigarros estrangeiros. Se você quiser contribuir para a lista, entre em contato e envie seus comentários!


Nacionais

Benson & Hedges Menthol: Com 100mm e filtro branco, é um cigarro incomum, com uma elegância própria e refinada, mas é forte (e, portanto, não indicado para iniciantes). Tem volume razoável de fumaça e o sabor de menta é bastante suave, predominando o gosto natural do fumo.

Camel: Cigarro forte, de filtro amarelo, não recomendado para iniciantes. Parecido com Marlboro, tem um sabor um pouco diferente e mais adocicado -- que, curiosamente, fica muito acentuado se você, alguns minutos antes, fizer bochechos com Listerine Tartar Control (!). Tem fumaça densa e pode ser enjoativo quando fumado em maior quantidade por um certo período de tempo.

Capri: Marca essencialmente feminina, no Brasil encontramos a versão 80's da Souza Cruz, que é pequeno, mais fino que os cigarros normais, saboroso e forte. Faz bastante fumaça.

Carlton: Uma das marcas mais populares, tem fumaça relativamente densa, teores moderados e aroma acentuado e diferenciado que pode ser desagradável para alguns.

Carlton Crema: Variação recente da linha Carlton, levemente aromatizado com baunilha. Tem um sabor suave, adocicado e mais agradável do que o Carlton comum, e combina muito bem com café, com bom volume de fumaça.

Carlton Mint: Também uma introdução recente à linha Carlton, é provavelmente o melhor cigarro mentolado já produzido no país, com sabor de menta bem acentuado (sem chegar a arder) e parecido com chiclete. Teores moderados, fumaça relativamente densa e aroma agradável, que deixa pouco cheiro residual. Embora possa não ser adequado para uso contínuo, é excelente para momentos em que se quer apreciar um cigarro diferente.

Charm: O mais tradicional cigarro de 100mm do Brasil, com filtro branco, sabor diferente do padrão e fumaça densa. É forte e pode dar um pouco de dor de cabeça a quem não está acostumado a fumar. Por ser meio incomum, passa uma imagem de elegância e refinamento. Historicamente anunciado como "unissex", mas com especial apelo ao público feminino.
 
Free 1: A marca de mais baixos teores do mercado nacional, com fumaça muito pouco densa, apesar do sabor relativamente marcante. Pode ser adequado para iniciantes, e talvez até para o uso contínuo, mas parece ser feito para pessoas que simplesmente gostariam de parar de fumar mas não conseguem se livrar do hábito.

Free 4: Versão light do Free, com sabor metálico e definido, ligeiramente amargo, voltado para o uso cotidiano. Assim como a versão regular, tem a característica negativa de deixar um forte e típico cheiro residual em quem o fuma. Apesar de light, tem volume e densidade de fumaça satisfatórios.

Free 6: Um dos cigarros mais vendidos do país, o Free tem baixos teores mesmo em sua versão regular, e por isso é apreciado por muitos fumantes regulares. Tem sabor levemente adocicado e densidade razoável de fumaça. Tem o inconveniente de deixar um cheiro residual de cinzas forte, tanto da fumaça quanto em quem fuma.

Kent: Marca recente no mercado brasileiro, da Souza Cruz, tem como diferencial o filtro de carvão ativado -- uma idéia que era usada, nos anos 70, no cigarro Albany --, que não deixa a fumaça arranhar a garganta e diminui os indices de tosse e pigarro. Assim como o Free, tem três versões, todas de baixos teores.

LM Menthol: Relativamente recente, a versão mentolada do LM é um cigarro suave, apesar de ter um filtro ligeiramente mais curto que o normal. O sabor de menta, no entanto, é discreto.

Lucky Strike (Red): Também no grupo dos cigarros mais fortes, e dono de uma imagem de rebeldia (fruto do seu marketing internacional), o Lucky Strike de filtro vermelho é bastante similar ao Marlboro, mas parece ligeiramente mais forte (apesar de ter alguns teores menores). Tem fumaça densa e sabor amadeirado e definido.

Marlboro: Forte e encorpado, é provavelmente o cigarro mais popular do mundo, e, tipicamente, quem fuma Marlboro é fumante porque gosta e é muito fiel à marca. Tem fumaça densa e sabor ligeiramente amargo, com um aroma amadeirado bem peculiar e difícil de ser imitado por concorrentes. Apesar de forte, é menos enjoativo que os concorrentes diretos, como Camel e Lucky Strike, e o cheiro residual que deixa não é muito forte nem desagradável como os de outras marcas. Não é muito indicado para iniciantes, mas pode facilmente passar a ser o cigarro de uso regular.

Marlboro Light: Uma versão branda do Marlboro, voltado principalmente para mulheres (mas também muito apreciado por homens), tem um bom volume de fumaça para um cigarro light, e sabor ligeiramente adocicado, que às vezes pode lembrar mel. Sem deixar de ser simples, tem um quê de refinado. Uma dica: deve-se evitar fumá-lo até o filtro, pois em determinado momento a brasa se solta. Na Europa, o Marlboro Light também tem filtro amarelo, como o Marlboro normal.

Sampoerna A: Cigarro aromatizado de cravo, vendido pela Philip Morris mas não tabelado -- o que faz seu preço variar muito entre os pontos de venda. Indicado para iniciantes e para apreciação ocasional, é relativamente suave, com fumaça pouco densa, e tem um sabor de cravo bastante ativo e doce, que permanece nos lábios. Com aroma agradável, é uma opção para quem não gosta do cheiro residual dos cigarros normais, mas não é indicado para uso cotidiano. Há uma versão "Slim", ligeiramente mais comprido e com diâmetro menor.

Sampoerna A Menthol: Características bastante similares ao Sampoerna A comum, mas com uma bem equilibrada mistura entre os sabores de cravo e menta. Parece uma balinha, principalmente pelo gosto doce que deixa nos lábios (o que permite beijos deliciosos). Na comparação com o "irmão", parece ligeiramente mais suave, devido ao mentol.



Estrangeiros

Gudang Garam: Conhecido também como "cigarro de Bali", por ser fabricando na Indonésia. Raramente chega ao Brasil por vias legais, e por isso tem preço muito variável. É muito apreciado por adolescentes, por ter fumaça bastante adocicada (que chega a deixar os lábios doces). Sua fumaça é bem densa, principalmente quando se chega ao fim do cigarro. Não é indicado para uso regular como "cigarro principal", pois tende a ser enjoativo. Disponível nos sabores canela e menta.

Kool: Marca americana, bastante popular, de filtro vermelho (ou amarelo, como queira) e sabor de menta bastante acentuado e refrescante. Tem bom volume de fumaça, e é mais ou menos equivalente ao Marlboro e cia. no que diz respeito a teores.

Marlboro Menthol: Encontrado em vários países, a versão mentolada do Marlboro tem o gosto de menta bem definido, mas ainda bem mais sutil que o Kool. Por isso, pode ser tolerado como "cigarro principal" durante um bom tempo. Dá a impressão de ser ligeiramente mais suave que a versão regular, mas tem os mesmos teores. Nos Estados Unidos, é fácil achar também as versões mentoladas do Marlboro Light e do Ultra Light.

Newport 100: Uma das marcas mais populares dos Estados Unidos, o Newport é um mentolado longo, de 100mm, e bastante forte, o que o torna não-indicado para fumantes ocasionais ou iniciantes. Tem fumaça bastante densa, quase "cremosa", e sabor ligeiramente amargo, apesar da presença marcante do mentol.